O poder das redes sociais nas decisões de compra

10/04/2017

12-04De acordo com um estudo realizado pela Quorum Brasil, quanto maior a renda de uma pessoa, maior a presença no meio digital e mais poder de influência nas redes sociais das marcas. As classes AB, por exemplo, são as que mais reclamam, fazendo com que as marcas que estão presentes nas classes sociais de maior renda sejam aquelas com mais críticas.

O estudo mostra ainda que 65% das pessoas da classe AB, 74% da C e 70% da D ficariam com receio de comprar uma marca por comentários negativos nas redes sociais. De acordo com o site Meio & Mensagem, 64% das mulheres concordam que as redes sociais influenciam uma pessoa sobre uma marca, enquanto 42% dos homens pensam o mesmo. A pesquisa da Quorum Brasil mostra ainda que, quanto mais jovem for um cliente, maior será sua compreensão do poder do digital.

A parte boa de tudo isso é que, a partir do momento que as pessoas começaram a reclamar nas fanpages das marcas, elas começaram a dar mais atenção às críticas e solicitações.
VOLTAR