Duas em cada três pessoas compartilharam conteúdo de marcas nos últimos três meses, no Twitter.

10/10/2016

Quando as marcas buscam por viralizar um conteúdo seu nas redes sociais, nem sempre se lembram do Twitter. Esta mídia digital é hoje uma forma muito interessante de o anunciante ver ser vídeo compartilhado, já que o perfil desses usuários é totalmente colaborador.

O portal Adnews trouxe no infográfico “Vídeo no Twitter - O poder de influenciar” um levantamento sobre consumidores de vídeos na plataforma, acompanhe!

Chamar a atenção do consumidor em meio a um mar informações que existe na internet é um desafio para as marcas.

Neste cenário, o vídeo desponta como o melhor formato para fazer os consumidores pararem o que estão fazendo e prestar atenção no conteúdo. Partindo dessa tendência, o Twitter encomendou a pesquisa “O Poder de Influenciar” para a Ipsos cujo objetivo era entender quem é o consumidor de vídeo online - como ele se conecta e como ele se comporta - e qual é o papel da rede social nesse contexto.

A pesquisa “Vídeo no Twitter - O poder de influenciar” mostrou que os consumidores de vídeo online estão cada vez mais conectados (72% deles acessam a internet via dois ou mais dispositivos), presentes em diversas plataformas (4,3 é o número médio de redes nas quais as pessoas possuem perfis; e 78% declaram estar com mais de uma plataforma aberta simultaneamente) e móveis (dois em cada três consumidores de vídeo têm o celular como principal meio de acesso à internet; além disso, um em cada cinco consumidores só acessa a internet via celular no Brasil - este patamar está em 31% nos Estados Unidos).

O levantamento divide os consumidores de vídeos nas plataformas em três grupos: os passivos, que consomem conteúdo sem interferir; os engajados, que se tornam viralizadores de conteúdo; e os colaboradores, que produzem, reproduzem e recomendam conteúdo.

Os perfis “engajado” e “colaborador” são os mais presentes no Twitter, de acordo com o estudo.

“Enquanto que em outras plataformas o usuário tende mais a curtir vídeos de assuntos familiares e pessoais, no Twitter os usuários estão mais propensos a compartilhar e recomendar vídeos de assuntos de interesse, dada a natureza da plataforma de ser uma rede que conecta as pessoas aos seus interesses”, afirma Marcela.

De acordo com a pesquisa, Tweeteiros são viralizadores e amplificadores de conteúdo, e essa é uma constatação válida também para o formato de vídeos. “Essa é uma ótima forma de as marcas conquistarem um alto grau de compartilhamento para seus vídeos.”

No Twitter, duas em cada três pessoas compartilharam conteúdo de marcas nos últimos três meses, - 70% gostou do conteúdo, 67% o achou interessante e 48% gostaria que seus seguidores vissem aquele conteúdo.

Confira os resultados da pesquisa no infográfico abaixo:

11-10
VOLTAR