4 dicas que mostram que investir no mundo digital é para todas as empresas

07/03/2016

04-03

A evolução da mídia e do mundo digital nos últimos anos tem sido significativa, o que vem afetando nos resultados de todas as empresas, sejam elas grandes, médias ou pequenas.

Para as duas últimas, investir em marketing digital passou a ser realidade, e mesmo com o orçamento menor que o de uma grande empresa, a participação no meio tornou-se imprescindível para atrair novos clientes, ser conhecido e principalmente relevante da internet. Campanhas bem feitas e com objetivos certos têm possibilitado resultados satisfatórios para cada valor investido.

O Claudio Souza escreveu para o Portal Proxxima um material para quem está começando neste meio e quer saber mais como Adwords, redes sociais e vídeos podem ajudar a dar aquele up na marca no mundo digital. Acompanhe:

 
AdWords

O modelo de AdWords, hoje, é muito interessante para as PMEs, pois se compra e se paga por um tipo de resultado, que a princípio se inicia com a visita do cliente ao site do anunciante. Outro ponto bastante positivo para esse tipo de mídia é a definição, pelo pequeno e médio empresário, do quanto investir, ficando a seu critério pagar o valor que cabe em seu bolso. É importante que o empreendedor tenha em mente que apenas visitas em seu site não necessariamente gerarão novos negócios. Por isso, sua campanha no Google, Bing ou qualquer outro mecanismo de busca precisa ser bem feita e direcionada aos grandes objetivos do pequeno e médio negócio, quais sejam, ter mais gente visitando sua loja ou o telefone tocando. Uma campanha bem feita, bem monitorada e com um website e/ou loja de e-commerce bem organizada, certamente trará resultados e fará o investimento valer cada centavo.

Redes sociais

As redes sociais estão em alta nos últimos meses, muito pela capacidade de targeting que, trocando em miúdos, é a possibilidade de as ferramentas em selecionar o publico a ser atingido pela campanha. Um cabeleireiro com sua loja em um shopping na zona sul pode facilmente direcionar a campanha para mulheres, de 25 a 45 anos, moradoras do Itaim Bibi, por exemplo. Isso é de grande valia para o pequeno e médio negócio, mas os resultados em vendas ainda deixam um pouco a desejar. Apesar desse ponto de atenção, ainda é recomendável fazer testes em redes como Facebook e Instagram, caso seu negócio seja venda para pessoas físicas, ou Linkedin, para quem faz negócios com empresas. Para empresas médias, no caminho para uma maior preocupação com sua marca, sem dúvida, é interessante fazer campanhas de engajamento nas redes sociais. Isso abrirá um canal para que você esteja sempre próximo do seu consumidor.

Mídia programática

Quem gosta de ler sobre mídia on-line certamente já se deparou com esse termo. A mídia programática é um ecossistema complexo que descomplicou o acesso à mídia em portais como UOL, Terra, G1 e até alguns portais de noticias, como Folha e Estadão. Usando uma plataforma, as agências de publicidade podem ter acesso ao inventário disponível de mídia em diversos portais, buscar o público por filtros de perfil de cliente, direcionar para qual região quer fazer o impacto e dar um lance para a visualização daquele anúncio. A mídia programática já é uma realidade para grandes agências que atendem grandes clientes há algum tempo, mas ainda é pouco usada pelos pequenos anunciantes. Em parte, isso tem uma resposta simples, é difícil mensurar o quanto de resultado efetivamente esse tipo de mídia pode trazer, principalmente com baixos orçamentos, além de ser praticamente inviável para o pequeno negócio. Já para o médio empresário, é uma opção interessante para fortalecer seu posicionamento regional e ter sua marca lembrada, além de ajudar a impulsionar os resultados de AdWords.

Vídeos

Um dos assuntos mais quentes nesse ano está relacionados a vídeos. O crescimento do YouTube tem chamado a atenção e efetivamente trazido resultados para anunciantes. O consenso geral é que a anunciar nesse canal é barato, mas o custo de produção de um vídeo acaba criando uma barreira para os pequenos e médios empresários, o que de fato pode ser um problema. Felizmente, algumas plataformas estão entrando no mercado para reduzir significativamente os custos de produção de vídeo. Obviamente, são vídeos mais simples, mas que para o pequeno e médio negócio que deseja vender um produto ou simplesmente mostrar sua loja e o por que ele existe, entregam algo satisfatório e abrem uma ótima possibilidade de diversificação de anúncios.

O mundo digital abre a cada dia muitas possibilidades de impulsionar os pequenos e médios negócios, com custos e efetividade totalmente aderentes a esse mercado. Cabe ao empreendedor estar atento a essas possibilidades e buscar alternativas e parceiros que possibilitem a inclusão digital dessa parcela da economia. Parceiros que trabalhem com diversas plataformas e canais de publicidade, abrindo e facilitando o acesso a novidades que podem fazer pequenos e médios negócios cada vez maiores – e dentro dos seus orçamentos.

Viu como o universo digital não foi feito apenas para as grandes marcas? Faça-nos uma visita e escolha conosco os meios digitais mais lucrativos para a sua marca. Seremos o seu parceiro nessa!
VOLTAR